Ângelo Vaz que falava em conferência de imprensa para reagir ao reforço das medidas restritivas adoptadas pelo Governo para as ilhas de Santiago e Sal, assegurou que, tendo em consideração a evolução de casos no seu município, congratula-se com a decisão do Governo.

“Deixo aqui uma palavra para todas as pessoas de São Salvador do Mundo, para darmos um combate mais sério ao grande inimigo, que é covid-19. São Salvador do Mundo registou antes de ontem a sua primeira vítima mortal deste vírus e isto é sinal de que algo não vai bem”, alertou.

O autarca reconheceu que se nota algum relaxamento, sobretudo por parte dos jovens, daí o apelo à mais responsabilidade e mais sentimento patriótico, tendo em conta que, segundo ele, os jovens acabam por ser o maior veículo transmissor da covid-19.

“Temos estado a ver que mais vítimas mortais são pessoas idosas, portanto, são os jovens que temos estado a levar o vírus para casa”, mostrou, alertando que os casos estão a aumentar “todos os dias”.

O edil salvadorenho assegurou que a câmara está aberta para trabalhar junto das pessoas vítimas da covid-19, prestando a sua solidariedade em todos os sentidos, para que os efeitos da doença causem menos impactos possíveis nas famílias e localidades.

A primeira vítima mortal da covid-19 no município de São Salvador de Mundo e da região de Santiago Norte, registada na sexta-feira, 07, é uma mulher de 87 anos, que residia na zona de Faveta.

No sábado, 08, a região de Santiago Norte registou a segunda vítima mortal, desta vez no concelho de Santa Catarina.

Cabo Verde regista até este momento, 2.858 casos confirmados da covid-19, 2.086 recuperados, 32 óbitos e 738 casos activos.

A pandemia de covid-19 já provocou cerca de 722 mil mortos e infectou mais de 19,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em Fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

WM/DR

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.