A constatação é do deputado do PAICV (oposição) eleito pelo círculo eleitoral do Maio, Fernando Frederico, que em declaração à Inforpress considerou que o Maio está a ser, “mais uma vez, discriminado”, não obstante ser a “ilha com mais praias” no arquipélago.

“Sendo assim, pergunto ao Governo, porque motivo a abertura, somente, de uma única praia, isto é, a de Bixi Rotcha”, questionou, indicando que nas outras ilhas foram permitidas a reabertura de várias estâncias balneares.

O parlamentar salientou ainda que os maienses acataram as medidas impostas quanto à interdição das praias, mas disse estranhar um novo decreto-lei que autoriza o acesso dos banhistas somente à praia de Bixi Rotcha, com a justificação de que na ilha apenas esta praia reúne condições de cumprir as restrições impostas devido a covid-19.

“Se o objectivo é diminuir o ajuntamento das pessoas, então é importante que as outras praias também sejam libertas. Porque, caso contrário, as pessoas das outras localidades vão se deslocar à cidade de Porto Inglês. Por isso, é importante que seja permitida a abertura de outras praias, para que as pessoas possam ir banhar nas suas próprias localidades”, apelou.

Fernando Frederico exorta, por isso, o ministro da tutela marítima que reveja essa situação, de forma a permitir aos banhistas da ilha de usufruírem livremente as praias, consideradas pelo deputado da oposição como “um dos maiores recursos do pais”.

Nas redes sociais, tem havido muita reacção por parte dos maienses, expressando os seus descontentamentos com esta norma , exigindo que ela seja revista.

Entretanto, o Instituto Marítimo e Portuário esclarece que para a abertura das praias balneares em Cabo Verde foi feito um levantamento e avaliação geral para a definição e identificação das que deveriam ser abertas e usadas de forma gradual.

Um documento a que a Inforpress teve acesso adianta que o levantamento de restrição levou em conta as condições de segurança, de fiscalização e acompanhamento de proximidade pelas autoridades, seguindo o cumprimento estrito das restrições estabelecidas no âmbito das estratégias de combate ao Coronavírus em Cabo Verde.

A nota informa ainda que mesmo sendo de carácter pontual e provisória, particularmente para a Ilha do Maio, foram identificadas a praia de Bixi Rotcha, onde é possível às autoridades fiscalizar o cumprimento as regras estabelecidas.

Na ilha de Santo Antão, por exemplo, foram autorizadas o acesso dos banhistas às praias de Curraletes, Caizin, Armanzém, Tarrafal de Monte Trigo, Prainha na Ponta do Sol, Sinagoga, do Paul e de Janela, enquanto em São Vicente foram liberadas as seguintes as praias de Laginha, Cova da Inglesa, Baía das Gatas, Praia de São Pedro, Praia de Calhau e a de Salamansa.

Em São Nicolau, foram as praia de Tedja, Campo de Pedrada e Prainha, enquanto na ilha do Sal o acesso é livre às praias de Santa Maria, Pedra de Lume, Algodoeiro, Palmeira, Murdeira, Praia de António Sousa, Ponta do Sinó.

No Maio, é permitida banho apenas à de Bixi Rocha. Na ilha do Fogo, o acesso é livre às praias de Fonte Bila, Marmolano, Praia dos Mosteiros e Salinas, enquanto na ilha Brava foram liberadas as praias de Cadjetinha e arrastadouro da Furna.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.