As equipas de resgate de Taiwan procuravam esta quinta-feira num rio as 12 pessoas desaparecidas após o acidente de um avião da companhia TransAsia, que bateu numa ponte antes de cair na água na quarta-feira,  uma tragédia que deixou 31 mortos.

O piloto, que ao que parece fez o possível para evitar uma queda em áreas residenciais, foi elogiado como um herói por especialistas em aviação e pela imprensa local.

Centenas de pessoas, incluindo mergulhadores e soldados, participavam nas operações de resgate nas águas geladas do rio no qual caiu a aeronave ATR 72-600. O avião partiu-se em vários fragmentos. 

O acidente aconteceu na manhã de quarta-feira pouco depois da descolagem do voo GE235, com 53 passageiros e cinco tripulantes a bordo. O avião percorreria o trajecto entre Taipé e a pequena ilha de Kinmen, situada perto do continente chinês, mas controlada por Taiwan.

Imagens impactantes de um cinegrafista amador mostram o momento em que o ATR 72-600 perde altura e bate na ponte com a asa, antes de cair no rio.

O balanço mais recente das autoridades regista 31 mortos, 15 pessoas resgatadas e 12 desaparecidas.

AFP