No verão ou noutra altura qualquer uma caipirinha fresca cai sempre muito bem. A arte desta bebida é de origem brasileira, mas a receita já correu mundo.

Os mesmos mestres brasileiros também já sentiram necessidade de aprimorar e fugir à rotina da lima, um dos ingredientes "fundamentais" (até então) deste cocktail.

Em Cabo Verde beber uma caipirinha de grogue "ka e novidadi", sendo que o tradicional seja com cachaça, lima e açúcar.

Mas outras combinações são possíveis e quanto mais exóticas melhor.

Caribenha:
rum
abacaxi
hortelã
licor de coco

Caipiry:
vodca
St. Remy
tangerina                                                                        

Charmosa:
vodca
amora
carambola
uvas Itália

Caipiroska amarela:
vodca
abacaxi
maracujá
manga
gelo de garapa

Caipiroska real:
vodca
manga
pimenta rosa
gengibre fresco

Caipitanger:
vodca
tâmaras
raspas de limão

A uva tem sido a maior aposta de muitos bares brasileiros, que conjugam essa fruta com gengibre, cachaça e até manjericão.

Também a vodca tem sido substituta da cachaça, especialmente na Europa.

Outra caiprinha muito concorrida é a de maracujá. A base é a mesma mas lima é substituída pelo fruto da paixão.
Experimente todas e faça muito bom proveito.

 

Sapo

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.