Jorge Noel Barreto, que falava na habitual conferência de imprensa para fazer o ponto de situação do novo coronavírus no país, avançou que o arquipélago contabiliza neste momento um total de 1506 pessoas em quarentena, sendo que o maior número foi registado no concelho de Santa Catarina de Santiago, com 540, e na ilha do Sal, com 466 pessoas.

Conforme o responsável, o número de pessoas em quarentena reflecte os casos identificados e a investigação realizada ao redor dos casos identificados e que o mesmo varia de acordo com as respostas das análises que as delegacias recebem.

Com mais 40 casos positivos confirmados esta quarta-feira, afirmou que a cidade da Praia tem uma representação de infecção por covid-19 de 62%, adiantando, por outro lado, que do total de infectados no país, 72% são assintomáticos.

Questionado sobre a abertura ou não das praias, disse que, não obstante a ansiedade das pessoas para frequentar as praias, no actual contexto é “extremamente complicado” permitir que isso aconteça porque, justificou, não há garantias do cumprimento das medidas sanitárias por parte das pessoas.

Este responsável revelou ainda que neste momento dois pacientes internados com covid-19 no Hospital Agostinho Neto, na Praia, encontram-se nos cuidados intensivos.

O Ministério da Saúde e da Segurança Social informou hoje que o País registou mais 40 casos positivos da covid-19, sendo 35 na ilha de Santiago e cinco no Sal, perfazendo 1.267 infectados.

Neste momento, o País contabiliza 1.267 casos acumulados do novo coronavírus.

De acordo com os dados divulgados, o município da Praia conta com 785, Sal 225, seguido de Santa Cruz com 123, Boa Vista com 57, Santa Catarina de Santiago com 32, São Vicente com 12, Ribeira Grande de Santiago com 11, São Salvador do Mundo com três, São Domingos com cinco, São Miguel um, Ribeira Grande de Santo Antão com quatro, Tarrafal de Santiago com cinco, Ribeira Brava com dois e Maio com dois.

Cabo Verde registou 15 mortes, 629 recuperados e 621 casos activos da covid-19.

A pandemia de covid-19 já causou 506.818 mortos no mundo inteiro e infectou 10,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo o balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de Dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

CM/JMV

Inforpress/Fim.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.