Esta informação foi avançada à Inforpress, pelo comandante da esquadra da Boa Vista, Evandro Sousa, que falava sobre o Plano operacional “Verão 2019 em Segurança”, na ilha que nesta época regista grande entrada de pessoas, principalmente as que estão em férias escolares e laborais.

“Vamos fazer de tudo para estar à altura do movimento que há nesta época do ano, em todos os sectores sociais, devido ao grande número de pessoas que chegam à ilha. O trabalho será com maior foco, mais intenso para dar segurança aos residentes, turistas, emigrantes e imigrantes”, garantiu o comandante.

Segundo explicou o comissário Evandro Sousa, este aumento de afluência faz com que poderá aumentar situações para se cometer crimes. Por isso, avançou que o comando elaborou um plano para trabalhar na prevenção, de modo a garantir segurança de pessoas e bens, prevenir a sinistralidade na estrada e a incivilidade, principalmente nas ruas onde há grande circulação de indivíduos.

“Se trabalhamos com cinco policias nos dias “normais”, início da semana até quinta-feira, já nos fins de semana aumentamos este número, por exemplo para dez efectivos, para estar à altura das solicitações que pode haver. Reforçamos o pessoal no terreno, na hora de momentos de picos, e quando em situações especificas exigidas”, explicou Evandro, sem avançar o número exacto de efectivos para esta operação, garantindo que vão estar também presente em todas as actividades recreativas e culturais nomeadamente nos festivais, sun7, entre outros.

Do plano consta ainda “intensificar o policiamento de visibilidade direccionado para os bairros considerados de risco, e no centro da cidade especialmente onde há comércio”.

Se vai igualmente “aumentar a fiscalização da actividade pesqueira, principalmente na orla marítima, sendo que esta é altura de defeso, por exemplo da lagosta”. Ainda neste sector, “a fiscalização será feita de forma intensa devido à época balnear”.

A mesma fonte fez saber ainda que “o comando vai aumentar e apertar o controlo na entrada e saída de pessoas no território nacional”.

De acordo com este responsável, “serão realizadas operações de rusgas em locais considerados de risco, ou pontos negros, e estabelecimentos de diversão nocturna”, com vista a fiscalizar os horários de funcionamento e controlo de pessoas, sobretudo a presença e consumo de bebidas alcoólicas de menores.

O comissário avançou que “o Comando Regional da PN da Boa Vista vai contar com o apoio da Guarda Fiscal e da Polícia Marítima”, entidades e instituições que “trabalham em conjunto e em ajuda mútua, principalmente quando há necessidade de reforço para missões concretas”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.