A cidade de Assomada (Praça Central) acolhe de hoje a sábado, a primeira Feira de Emprego a nível da região de Santiago Norte, com 12 vagas de empregos e 15 de estágios garantidos em várias áreas.

Em declarações à Inforpress, Guedson Varela, um dos sócio-gerente da empresa de consultoria Alfa Center, copromotoras do evento, explicou que o objetivo desta feira de empregabilidade é colocar no mesmo espaço as empresas e os profissionais que procuram emprego.

No dizer deste consultor, a ideia de realização da feira deve-se ao facto de haver um défice de emprego na região, embora reconheça que as empresas querem contratar pessoas, mas “profissionais qualificados” e que as “pessoas querem conseguir de facto um emprego, mas não sabem como consegui-lo”.

“Ou seja, o certame vem no sentido de colmatar as duas barreiras existentes, permitindo que as empresas e as pessoas, estando no mesmo local, tenham oportunidades de contratar um profissional qualificado e concorrem às vagas de emprego disponibilizadas, respetivamente”, especificou.

De acordo com a mesma fonte, nem todos os participantes vão ter a oportunidade de conseguir as vagas de emprego e de estágio existentes, mas sublinhou que a aposta também vai incidir na promoção do autoemprego, assegurando que o foco vai continuar a ser o emprego.

Para que as pessoas possam ter acesso à feira, informou Guedson Varela, as mesmas terão que contribuir com um valor de inscrição de 1000 escudos, realçando que a organização propôs propositadamente esta importância para ver se os jovens estão realmente interessados em ter um emprego, ajuntando que tal valor irá reverter em lanches e um certificado de participação.

Treinamentos em diversas áreas, palestras voltadas para temas multi-vocacionais/procura de emprego, worshops, debates sobre “os desafios do mercado de trabalho atual: contexto da economia na região Santiago Norte”, testes de competência a serem realizadas por empresas credíveis, técnicas de procura de emprego, oportunidade de apoio a criação de pequenos negócios em termos de instituições de créditos, são algumas das atividades do evento.

A organização não avançou o número das empresas participantes, mas admitiu que supera as expectativas” dos promotores do evento, esperando a participação de seis empresas da capital, embora o certame seja dirigido para a região norte.
As empresas vão estar agrupadas em stands, e vão ter a oportunidade de fazer treinamentos, venda de produtos por meio de publicidades e ainda a criação de redes de contacto.

A abertura do evento, que conta com parceria das câmaras municipais de Santa Catarina e de Santa Cruz e do Instituto de Emprego e Formação profissional (IEFP), está aprazada para as 09:30 e prolonga-se até às 17:00 e no encerramento, sábado, com a abertura e término para a mesma hora.

SAPO c Inforpress