Página gerada às 10:06h, quarta-feira 29 de Março

Santa Cruz: Associação Careta Careta inicia temporada de proteção e conservação ambiental com várias atividades

06 de Junho de 2016, 11:10

A Associação Ambiental Careta Careta (AACC), em Santa Cruz, iniciou hoje a temporada 2016 de proteção e conservação ambiental com a realização de diversas atividades, associadas à comemoração do Dia Mundial do Ambiente.

Segundo o presidente da associação, João da Lomba, a organização, com cinco anos de existência, tem conseguido obter “resultados satisfatórios” em cada temporada, mas reconheceu que ainda falta fazer um pouco mais de sensibilização por parte da população.

Em relação à conservação das tartarugas marinhas, disse que na praia de areia grande, mais de 95 por cento (%) das que nidificavam ali eram mortas, mas hoje em dia não tem havido caça. “Havia uma competição de caça, mas esse fenómeno terminou. No ano passado tivemos zero caça na areia grande.

É uma coisa que lutávamos firmemente e, hoje, já conseguimos”, disse João da Lomba, salientando que muitas pessoas que caçam tartarugas hoje fazem parte da associação, o que constitui “um grande ganho”.

Para dar início à nova temporada, a associação realizou hoje uma campanha de limpeza na praia de Areia Grande, corrida corta-mato: 1ª edição de trailler Ribeira dos Picos numa distância de 12 km, futebol de Praia, encontro de reflexão na igreja católica e jogos tradicionais.

Fred Cardoso, membro da AACC, explicou que associaram a abertura da temporada com o Dia Mundial do Ambiente, para que durante as atividades as pessoas tivessem oportunidade de refletir de que devem colaborar para ter um ambiente limpo e saudável.

A mensagem que pretendem passar, segundo disse, é no sentido das pessoas se consciencializarem e começarem a ter um comportamento mais amoroso com o ambiente.

Em relação à nova temporada, informou que de Junho até Dezembro vão fazer patrulha na praia de Areia Grande e procurar colocar um destacamento na praia de Mangue, em Praia Baixo, e outro em Cancelo.

Nos meses de Inverno (Novembro a Dezembro), fez saber que vão focar nos trabalhos de Lagoa, tido como um ponto com muito fluxo de migração de pássaros endémicos.

Neste sentido, durante estes meses vão sinalizar a Lagoa, e passar mais informação a população para que possa conhecer essas especiais de aves, no sentido de as proteger e valorizar.

Anos após anos a associação tem ganhado mais apoio por parte dos agricultores, pastelaria, câmara municipal e projeto biodiversidade na luta de proteção e conservação ambiental.

SAPO c/ Inforpress

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais