Página gerada às 01:25h, sexta-feira 28 de Julho

IBM aposta na encriptação avançada de dados com o seu novo sistema de transações

17 de Julho de 2017, 15:59:19

O novo IBM Z  integra um inovador mecanismo de criptografia que quer marcar uma nova era na proteção dos dados. Como a empresa informou, o novo sistema é capaz de codificar dados associados a qualquer aplicação, serviço de cloud e bases de dados.

Com a proteção de dados a ser um tema cada vez mais importante num mundo que se torna todos os dias mais digital, a IBM prevê que os ciberataques consigam provocar um impacto de 8 biliões de dólares até 2022. Desde 2013, dos mais de nove mil milhões de registos de dados que foram perdidos ou roubados, apenas 4% se encontravam encriptados, deixando a grande maioria desses dados vulneráveis.

“A vasta maioria dos dados roubados hoje em dia está em aberto e é fácil de utilizar porque a criptografia tem sido muito difícil e cara para se assegurar em qualquer escala”, diz em comunicado Ross Mauri, General Manager IBM Z. “Criámos um mecanismo de proteção de dados para a era da cloud para ter um impacto significativo e imediato na segurança global de dados”, conclui Mauri.

O IBM Z vai ser capaz de executar mais de 12 mil milhões de transações encriptadas por dia para oferecer uma maior segurança e rapidez para os dados e para o processo de encriptação. Neste caso, o novo sistema é capaz de encriptar dados 18 vezes mais rápido que plataformas x86 com apenas 5% do custo, isto devido ao software Linux de código aberto.

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais