Página gerada às 14:31h, quarta-feira 17 de Setembro

Concerto musical marca início das actividades do Dia Mundial da Alimentação

07 de Outubro de 2010, 23:25

Cidade da Praia, 08 Out (Inforpress) - Marcha contra a fome, assinatura de petição, concerto musical, programa televisivo e palestras são algumas das actividades que marcam este ano em Cabo Verde, o Dia Mundial da Alimentação, que se assinala a 16 de Outubro.


As actividades programas pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), em parceria com a Direcção dos Serviços de Segurança Alimentar (DSSA), Programa Nacional dos Voluntariados (PNV) e outros parceiros, decorrem sob o tema “Unidos Contra a Fome”.

Um espectáculo musical, que acontece este sábado, no Parque 5 de Julho, na cidade da Praia, marca o início das actividades, estando já confirmado a participação dos artistas e grupos musicais e de dança, Bibinha Cabral, Marina Vaz, Chibioti, Ló, Zeca de nha Gina, Zé Espanhol, entre outros.

Segundo a directora dos Serviços de Segurança Alimentar, Ana Raquel Freire, o tema para este ano visa consciencializar aos povos do mundo sobre o problema alimentar mundial e fortalecer a solidariedade na luta contra a fome, a desnutrição e a pobreza.

O dia 16 de Outubro coincide com a data de fundação da FAO em 1945. Este dia foi estabelecido por países membros da FAO na Reunião Geral da Organização Número 20, em Novembro de 1979, para dar a conhecer os problemas por trás da pobreza e a fome.

Estimativas recentes da FAO revelam que cerca de um bilhão de pessoas passam fome em todo o mundo. Com a institucionalização do Dia Mundial da Alimentação pretende-se estimular uma maior atenção à produção agrícola em todos os países e um maior esforço dos países para acabar com a fome; estimular a cooperação técnica e económica entre os países em desenvolvimento para acabar com a fome.

Promover a participação das populações rurais, em especial as mulheres camponesas e grupos mais vulneráveis, nas decisões e actividades que afectam as suas condições de vida; fortalecer a consciência política sobre o problema da fome no mundo, são outros dos objectivos desta data.

“A FAO também quer que os países promovam a transferência de tecnologias e fomentem o sentido de solidariedade interna e externa na luta contra a fome, a desnutrição e a pobreza, bem como celebrar os êxitos obtidos em desenvolvimento agrícola e alimentar”, diz a mesma fonte.

Neste âmbito, uma petição on-line pede que os governos façam da erradicação da fome sua principal prioridade. E que as pessoas fiquem indignadas com o facto de cerca de um bilhão de pessoas no mundo viverem com fome.

O objectivo desta campanha, que teve início a 16 de Agosto deste ano, é recolher aproximadamente cinco mil assinaturas, até 16 de Outubro, Dia Mundial da Alimentação. O símbolo da campanha é um apito amarelo. A ideia, segundo os organizadores, é encorajar as pessoas a apitar contra a fome.

"Deveríamos estar furiosos com o vergonhoso facto de que seres humanos ainda sofram de fome", disse o director-geral da FAO, Jacques Diouf. "Se você também se sente assim, quero que dê voz à sua raiva. Todos, ricos e pobres, jovens e idosos, em países em desenvolvimento e desenvolvidos, devem expressar sua raiva sobre a fome mundial assinando a petição global”, acrescentou Diouf.

Em Cabo Verde, estes apitos da raiva acontecem às 20:00 horas de sábado, ou seja, no meio do concerto musical “Unidos Contra a Fome no Mundo”, cujo início está aprazado para as 18:00 horas.

ZS
Inforpress/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários

 

Banca de Jornais