Página gerada às 02:48h, quarta-feira 20 de Setembro

Boa Vista: Policia já tem mandado de captura contra agente Osvaldo Sanches

01 de Março de 2012, 15:03

Cidade da Praia, 01 Mar (Inforpress) – A Esquadra da Polícia da Boa Vista já se encontra na posse de um mandado judicial para capturar o agente Osvaldo Varela Sanches que disparou hoje contra o seu colega Adriano Lopes, que se encontrava de serviço.


Segundo o comandante Policarpo Fonseca, a Polícia da Boa Vista já dispõe de um mandado judicial, pelo que está à procura do agente agressor para o capturar.

Osvaldo Varela está na posse de uma Makarov, arma com a qual atingiu o seu colega no rosto.

Perguntado se os agentes não correm algum risco na captura do referido agente, o comissário Policarpo admitiu que se está diante de uma“situação delicada”, mas que tudo farão para que “não haja mais sangue”.

Em declarações à Inforpress, aquele responsável disse que o incidente aconteceu poucos minutos depois das duas da madrugada.

“Ele chegou e disparou sem qualquer discussão contra o agente que se encontrava de serviço”, realçou o comandante, acrescentando que a bala saiu depois de ter atingido a face do agente Adriano que deve de ser transferido, ainda hoje, para o Hospital Central da Praia, a fim de receber os tratamento médicos que não se fazem na Boa Vista.

Osvaldo Varela Sanches, que se encontra a monte, disse o comissário Policarpo Fonseca, esteve de baixa médica durante cerca de um ano, por sofrer algumas “perturbações mentais”.

Instado por que razão admitiu que o agente Sanches fizesse serviço com arma, o responsável da Esquadra da Boa Vista explicou que o mesmo tinha apresentado um papel médico, dando-lhe como “apto para retomar as suas funções na Polícia”.

“O médico disse que ele (Osvaldo Sanches) está pronto para qualquer tipo de serviço”, afiançou Policarpo Fonseca.

Policarpo Fonseca adiantou à Inforpress que na altura do incidente o agente Adriano encontrava-se sozinho na Esquadra, uma vez que os outros colegas estavam fazer as habituais rondas nocturnas pela Cidade de Sal-Rei.

Reconheceu que o agente Osvaldo Sanches já não dormia há algumas noites e que não dispunha de medicamentos, os quais deviam seguir a partir da Cidade da Praia.

Osvaldo Varela Sanches e Adriano Lopes são naturais da ilha de Santiago e encontram-se a prestar serviço na ilha da Boa Vista.

LC

Inforpress/Fim


Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais