Página gerada às 21:00h, segunda-feira 16 de Outubro

Olhares da Língua Portuguesa: Escritores e fotógrafos nas margens de um mar português

06 de Maio de 2009, 19:01

A ideia do concurso Olhares da Língua Portuguesa é reunir num livro cerca de vinte e seis equipas formadas por  escritores e fotógrafos reconhecidos, oriundos de Portugal, Brasil, PALOP, Goa, Timor  e Macau para escreverem  um conto sobre o seu país, ilustrado com quatro fotografias. O projecto, apresentado, esta terça-feira, pelos organizadores, na Biblioteca da Câmara Municipal de Lisboa visa a publicação de uma colectânea de contos e fotos.
Será companhado por um conjunto de eventos intermédios a decorrer ao longo deste ano, tendo como tema o mar, numa abordagem científica, económica, jurídica, etc.
Haverá ainda dois prémios para os trabalhos a concurso: um atribuído pelo público, através de uma votação na internet, e outro por um júri. A entrega dos prémios decorrerá a 5 de Maio de 2010, estando previsto o lançamento da colectãnea em Luanda, na mesma altura.
Entre Maio e Dezembro deste ano o concurso será acompanhado por debates, animações e exposições diversas, em vários países de língua portuguesa.
Segundo os organizadores, o principal objectivo é chamar a atenção das novas gerações para “o potencial criativo do mar.”
Em concurso estarão nomes como Fernando Dacosta, Valter Hugo Mãe, Filipa Melo, João Tordo (Portugal), José Eduardo Agualusa, Ondjaki, Pepetela (Angola), Germano Almeida (Cabo Verde), Luís Veríssimo, Moacyr Scliar, Amílcar Bettega (Brasil), entre outros, e fotógrafos conhecidos como Daniel Mordzinski, Santimano, Rui ôchoa, António Ole, Jordi Burch, Jorge Barros, etc.
Olhares da Língua Portuguesa é um projecto liderado pela associação Amar o Mar e fazem parte da organização as editoras Sextante, Guimarães Editores, Língua Geral (Brasil).
Para 2010, o tema será a Poesia e a Música
Joaquim Arena
SAPO

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais