Página gerada às 21:08h, segunda-feira 16 de Outubro

Santa Cruz: Edilidade lança programa “Pintar a nossa casa” priorizando o centro da cidade

13 de Outubro de 2017, 11:52

A Câmara Municipal de Santa Cruz, interior de Santiago, lançou  ontem, 12, o programa “Pintar a nossa casa”, que visa tornar o concelho “mais bonito, limpo, colorido e atrativo”, priorizando o centro da cidade de Pedra Badejo.



Em declarações à Inforpress, após o ato de lançamento do programa que neste momento já contemplou cinco casas, o edil, Carlos Silva, disse que o projeto é extensível a todo o município, mas que nesta primeira fase a prioridade vai para a cidade de Pedra Badejo, ficando outras localidades para uma outra fase.

Segundo explicou, o programa “Pintar a nossa casa” está enquadrado no projeto da requalificação urbana da cidade de Pedra Badejo, cujas obras já arrancaram e incluem arruamentos, calcetamentos, drenagens de água, reabilitação de tetos de casa, construção de casas de banho, fachadas e organização da cidade.

O programa vai ser concretizado em parceria com uma empresa de tintas que vai disponibilizar o produto com “reduções significativas”, ficando a promessa da edilidade de procurar outras parcerias junto de empresas com vocação para a “defesa do ambiente”, bancos comerciais, governo, sociedade civil, munícipes, igrejas, escolas e, sobretudo, emigrantes.

Informou que a reação das pessoas tem sido positiva, mas no entanto vão apostar na sensibilização, tendo em conta que é um investimento que está a ser feito para que a população possa ter as suas casas com “outro brilho”.

De acordo com o autarca Carlos Silva, o programa “Pintar a nossa casa” vai ser realizado em duas fases. Esta primeira, que é “experimental”, vai decorrer até ao final do ano.

A segunda, após a avaliação da adesão das pessoas e os números de casas pintadas, vai ser retomada em Janeiro de 2018, prevendo-se que termine por altura das festividades do município, a 25 de Julho.

Durante este período, a autarquia almeja mobilizar o maior número de pessoas, principalmente emigrantes.

No concernente ao projeto de reabilitação da cidade de Pedra Badejo, o edil informou que o mesmo está avaliado em 400 mil contos e vai ser executado no horizonte 2017-2020.

A autarquia lança esta sexta-feira o serviço “Paga Lí”, um aplicativo “on line”, desenvolvido pela empresa ISONE do Grupo A Ilha Verde, que é uma solução pensada para a comunidade emigrada que muitas vezes se depara com uma certa dificuldade para pagar as suas contas, impostos, taxas, contribuições, prestações de compra de terreno e entre outros serviços. 


SAPO c\ Inforpress

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais