Página gerada às 16:56h, quinta-feira 19 de Outubro

Santa Catarina: Criado o Conselho Municipal da Juventude para dar vez e voz aos jovens do concelho

12 de Agosto de 2017, 17:12

A Câmara Municipal de Santa Catarina (ilha de Santiago) criou hoje o Conselho Municipal da Juventude, constituído por 20 jovens das 54 localidades, por forma a “dar vez e voz” a esta camada.

Esta informação foi avançada à Inforpress, pelo director do pelouro da Juventude e Desporto, Emanuel Coelho, no final da Semana da Juventude, que decorreu na Cidade de Assomada de 07 a 12, sob o lema “Jovens em ação, construindo soluções” para assinalar o dia Internacional da Juventude.

Durante uma semana, mais de 50 jovens de diferentes comunidades do município de Santa Catarina estiverem reunidos no Salão Nobre da câmara, para debater os problemas que afligem esta camada e traçar soluções.

“A ideia principal era criar o Conselho Municipal da Juventude e durante esta semana acabamos de criar este conselho, onde vamos ter um jovem de cada localidade para podermos debater e encontrar soluções em cada zona. Inicialmente, o Conselho vai ser gerido pela câmara, mas, paulatinamente, os jovens vão ter autonomia para geri-lo”, disse.

Os jovens que integram este Conselho disseram à Inforpress que estão conscientes de que a câmara por si só, não pode resolver todos os problemas, e que é necessário um “djunta mon” (parceria) para que as soluções sejam encontradas.

Durante este encontro, os jovens apontaram os problemas que os inquietam desde o desemprego, insegurança, saneamento, espaços de lazeres, delinquência juvenil, entre outros.

Entretanto, todos estão cientes de que no mundo de hoje, os jovens devem apostar no auto-emprego, isto é, no empreendedorismo para que possam ter um futuro melhor.

“Foi um bom encontro, onde despertaram-nos a atenção para que sejamos mais activos e participemos mais na vida social da nossa cidade e na vida política do país”, disse o jovem Nelson Torres, da localidade de Covão Ribeiro, realçando que os jovens têm de trabalhar juntamente com a câmara, já que esta está aberta à participação de jovens, e aproveitar todos os incentivos para criar o seu próprio negócio.

“Os jovens têm estado à espera das autoridades, mas devemos colocar nas nossas cabeças de que somos nós que temos de projectar o nosso futuro. A sociedade hoje em dia precisa que os jovens estejam mais em acção, jovens com ideias para que tenhamos um desenvolvimento mais atractivo “, afirmou, por sua vez, o jovem Wilson Salomão de Gil Bispo.

Já que a edilidade mostrou abertura para receber projectos da juventude, que caso forem viáveis vão ser financiados até 50 por cento (%), esses jovens revelaram à Inforpress que já têm ideias de negócios para submeter ao financiamento e que contam com o apoio do executivo.

Inforpress


Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais