Página gerada às 05:59h, sexta-feira 18 de Agosto

Porto Novo: Serviços da proteção civil lançam campanha de prevenção a incêndios florestais e inundações

07 de Agosto de 2017, 17:16

A proteção civil no Porto Novo tem em marcha uma campanha de sensibilização das populações sobre a prevenção dos incêndios florestais e inundações tanto neste concelho como em Santo Antão, ilha muito afetada pelas calamidades naturais.

O comandante do Corpo dos Bombeiros Voluntários do Porto Novo, Corsino Fortes, avançou à Inforpress que a campanha, lançada, domingo, no Planalto Leste, tem por finalidade sensibilizar os agricultores e as populações no geral para a necessidade de evitarem as queimadas que têm causado muitos incêndios em zonas florestais e agrícolas, em Santo Antão.

Santo Antão foi, nos últimos dois anos, muito fustigado pelas cheias, sendo a mais devastadora a tempestade de setembro de 2016, que destruiu varias habitações, estradas, terrenos e infra-estruturas hidro-agrícolas e que levou as autoridades a declararem situação de calamidade na ilha, por um período de um ano.

Esta iniciativa, cujo lançamento contou com a presença do edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, e dos serviços da proteção civil no Porto Novo, visa ainda explicar às pessoas em como prevenirem-se das inundações.

No arranque da campanha, que decorre até Setembro, os bombeiros encontraram-se com as populações de Lombo Figueira, Lagoa e do Pico da Cruz, estando previstas, nos próximos dias, encontros com outras comunidades do Planalto Leste, segundo Corsino Fortes, adiantando que essa campanha vai abranger todo o concelho do Porto Novo.

A ação se insere ainda no âmbito do plano de prevenção e de atuação durante a época das chuvas, que está à porta.

O plano, coordenado pelos serviços municipais, visa uma atuação a nível de prevenção, mas também num cenário de catástrofe, segundo a edilidade porto-novense, que diz-se “preocupada” com a situação de várias habitações, cujo teto ameaça ruir.

No quadro desse plano, os vários serviços que integram o sistema de proteção civil no Porto Novo vêm atuado na limpeza das pontes e ribeiras para permitir a drenagem, sem sobressaltos, das águas pluviais.

Em relação a incêndios, a floresta do Planalto Leste foi devastada, em Junho, por um incêndio de grandes proporções que consumiram mais de 30 hectares da floresta.

 

SAPO C/Inforpress


Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais