Página gerada às 08:04h, quarta-feira 22 de Novembro

FMI saúda reformas "ambiciosas" de Macron

17 de Julho de 2017, 16:32

O Fundo Monetário Internacional (FMI) saudou hoje as reformas "ambiciosas" e "corajosas" anunciadas pelo presidente Emmanuel Macron e pelo Governo francês e considerou que podem contribuir para resolver os desafios económicos que a França enfrenta há bastante tempo.

"O ambicioso programa de reformas do Governo francês pode dar um forte contributo para resolver os desafios económicos que a França enfrenta há bastante tempo", como os "desequilíbrios orçamentais persistentes", o "desemprego elevado" e a "fraca competitividade externa", afirmou o FMI no fim da missão de avaliação anual da economia francesa.

A instituição financeira também manifestou a sua aprovação em relação à vontade do Governo francês de reduzir o défice público para cumprir os seus compromissos, colocando-o abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB) a partir do final deste ano.

"A importância de redução da despesa pública é apropriada para permitir um reequilíbrio orçamental gradual e um alívio da pressão fiscal", disse o FMI.

"Para que esta estratégia seja credível, são necessárias profundas reformas em todos os níveis da administração pública", insistiu o FMI.

A instituição liderada pela francesa Christine Lagarde apoiou igualmente a anunciada reforma do mercado laboral, considerando-a "vasta e ambiciosa".

O FMI subiu para 1,5% a sua previsão de crescimento da economia francesa para este ano (mais uma décima) e afirmou que o crescimento pode acelerar no próximo ano.

Lusa


Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais