Página gerada às 19:45h, terça-feira 27 de Junho

Presidente Xi diz que China está disposta a recuperar relação com Seul

19 de Maio de 2017, 10:51

O Presidente chinês assegurou hoje ao novo enviado sul-coreano para as relações com Pequim, Lee Hae-chan, que está disposto a devolver as relações bilaterais “à normalidade”, após tensões pela instalação do sistema antimísseis THAAD.

Num encontro, em Pequim, Xi Jinping sublinhou a Lee a importância dos laços bilaterais e esperou que a China e a Coreia do Sul possam “salvaguardar os avanços [na relação bilateral] alcançados com tanto esforço”, noticiou a agência oficial chinesa Xinhua.

No Grande Palácio do Povo de Pequim, o Presidente chinês pediu a consolidação da confiança mútua e gestão das diferenças dos dois países para que possam recuperar a relação, “com base no entendimento e respeito mútuo”, em breve.

Lee, recém-nomeado como enviado especial para a China pelo novo Presidente sul-coreano, Moon Jae-in, reuniu-se na quinta-feira com o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Wang Yi.

Wang pediu a Lee que Seul elimine "os obstáculos” que afetam as relações, sobretudo o sistema antimísseis norte-americano THAAD.

Tal dispositivo foi posto em funcionamento em território sul-coreano contra um hipotético ataque da Coreia do Norte, em plena escalada da tensão na península.

A China e a Rússia opõem-se à instalação deste sistema por temer que os sofisticados radares possam oferecer a Washington informação sobre bases militares.

A aceleração da instalação do THAAD, no início de março, traduziu-se num boicote não declarado às empresas sul-coreanas presentes na China, como a cadeia de supermercados Lotte, que trocou terrenos com o Governo de Seul para a instalação do dispositivo.

As vendas na China dos fabricantes sul-coreanos de automóveis Hyundai e Kia registaram quebras, além de protestos por parte da população.

Lusa

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais