Página gerada às 06:39h, domingo 20 de Agosto

Polícia: SINAPOL anuncia greve para os dias 30, 31 e 01 de abril caso o Governo não responder às suas reivindicações

20 de Março de 2017, 16:35

Os agentes da Polícia Nacional vão realizar três dias de greve, 30, 31 e 01 de abril, seguida de uma manifestação se o Governo não responder às suas reivindicações, anunciou hoje o Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL).

O anuncio foi feito hoje à imprensa, pelo presidente do SINAPOL, José Manuel Cardoso Barbosa, e em causa estão as reivindicações relacionadas com promoções e salariais, e as promessas do Governo que deveriam ser satisfeitas em 2016.

“Os problemas foram levantados em 2015 com a criação do sindicato, mas em 2016 num périplo a nível nacional, descreveu-se com diplomacia o estado da inquietude da situação da Polícia Nacional (PN) ao Ministério da Administração Interna”, disse, salientando, que até presente data, apesar da diplomacia nada se resolveu.

Segundo José Manuel Barbosa, não obstante a complexidade da segurança e o sentimento aparentemente calmo da classe, com a recente mudança do Governo, “a situação continua insuportável, com mais carga e sacrifícios às costas diante das limitações existentes”.

“A diplomacia está a falhar por parte do Governo que não está a cumprir com as suas promessas e que nos dotou de silêncio, sem qualquer comunicação apesar das audiências que temos vindo a solicitar”, enfatiza.

Segundo o sindicalista, a resolução dos problemas que tem que ver com a nivelação salarial, promoções pendentes, carga horária e regulamento de trabalho, deveriam ser atendidas até Março, mas, por falta de diálogo, a situação laboral é cada vez “mais precária, desagradável e desmotivante”.

Por este motivo, sublinha, caso se mantiver o silêncio perante os 178 mil contos orçamentados para resolver os problemas da PN, o sindicado anuncia para os dias 30, 31 e 01 abril uma greve, seguida de uma manifestação a nível nacional.

Perante esta decisão, o SINAPOL apela aos 1500 associados e a todos os profissionais da PN (POP, GF e PM) de Santo Antão a Brava, a unirem-se à luta em prol da protecção e defesa da dignidade laboral, salarial e profissional.

A Direcção do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL) reuniu-se hoje, na Praia, na sua primeira sessão ordinária de 2017, para entre outros assuntos, apreciar o Estado do cumprimento dos compromissos e acordos com o Ministério da Administração Interna (MAI).

SAPO c/ Inforpress

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais