Página gerada às 16:58h, quinta-feira 19 de Outubro

Nova erupção pode ser do tipo de 1951 - Instituto de Meteorologia e Geofísica

23 de Novembro de 2014, 15:12

A erupção do vulcão no Fogo há cerca das 10:00 de hoje terá riscos muito maiores do que a de 1995 e assemelha-se à de 1951, em termos geo-fisiológicos, afirma o geofísico e estudioso dos vulcões, Bruno Faria, do Instituto de Meteorologia e Geofísica (INMG).

“Já tínhamos alertado, há muito tempo, para a possibilidade de vir a acontecer esta erupção”, explicou o especialista no Instituto de Meteorologia e Geofísica (INMG) no Mindelo, que confirmou, até agora, actividades vulcânicas na entrada sul na zona de Chã das Caldeiras.

Na sua visão, há o risco desta erupção desenvolver-se também a norte desta loclaidade, pelo que aconselhou a evacuação “quanto antes” de Chã das Caldeiras, sendo também importante que mais pessoas não se desloquem à zona.

A intensidade do vulcão passou de nível 1, na noite de ontem, para nível 3, hoje. Uma informação confirmada pela autoridades nacionais.

Enquanto isso, prosseguem os esforços para enfrentar esta primeira erupção vulcânica do século XXI, adoptando os procedimentos necessários, com os serviços da protecção civil a tomarem as medidas necessárias, nomeadamente a proibição da passagem de aviões sobre a ilha do Fogo.

Da parte do INMG, Bruno Faria prometeu a continuação do acompanhamento instrumental da evolução da erupção e do caminho das lavas.

foto@cedida pela TACV

Governo declara situação de contingência


Vulcão do Fogo entra em erupção

"Já era previsível a erupção do vulcão do Fogo nos próximos tempos"

Vulcão do Fogo: Governo está tomar todas medidas


@Inforpress

Comentários

Critério de publicação de comentários

 

SAPO Jornais